quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Hoje, 19 de novembro, comemora-se o dia do cordelista - poetas que tem a arte de transformar qualquer assunto em histórias ritimadas. Os autores ou cordelistas fazem seus textos de forma melodiosa e candenciada, algumas vezes utilizam a viola outras não para declamar os versos.
A literatura de cordel é um tipo de poesia popular, originalmente oral, mas que passou a ser impressa em folhetos rústicos.
O nome cordel se deve a forma como estes folhetos são expostos para venda, sendo pendurados em cordas ou cordéis. O nome de origem veio de Portugal, que tinha a tradição de pendurar folhetos em barbantes.
O Nordeste é a região brasileira que mais cultiva a cultura da literatura de cordel, mesmo que não se tenham o costume e a tradição de utilizar somente o barbante para a exposição.
Os cordeis chegaram ao Brasil durante o período da colonização portuguesa, sendo que os primeiros traziam peças de teatro. Hoje os temas incluem desde fatos do cotidiano, episódios históricos, lendas, etc.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Solidariedade

Mesmo em tempos de crise e desigualdades sociais, encontrar pessoas de bom coração e solidárias não é tarefa muito dícil.
Num período de quatro meses a cabeleireira Guilhermina Maria de Jesus, troca um dia de seu serviço para dedicar-se ao trabalho voluntário. Todas as terças-feiras Guilhermina promove o "Dia da Beleza sem fome", na qual todos os serviços de seu salão são trocados por alimentos não perecíveis.
O objetivo da cabeleireira é de conseguir arrecadar alimentos suficientes para montar vinte cestas básicas, para entregar a famílias carentes do município de Xinguara/PA, famílias essas que ela faz questão de visitar para verificar se realmente necessitam.
A iniciativa foi a forma que a cabeleireira encontrou de agradecer a Deus por uma graça alcançada e ao mesmo tempo poder ajudar o próximo. Ela pretende entregar as vinte cestas às véspera do Natal, assim as famílias poderão ter um fim de ano melhor.
Após fazer duas cirurgias no olho Guilhemina foi avisada que teria que fazer mais uma, porém ela pediu que naquele mesmo instante Deus a cura-se e assim foi feito.
"Deus me curou e nada mais justo do que eu retribuir e louvá-lo a partir do meu trabalho. Oferendo meus serviços a troca de alimentos estarei proporcionando a vinte famílias um Natal mais feliz", diz Guilhermina.
A campanha de louvor, que teve início em setembro, irá até o mês de dezembro, na qual os alimentos serão entregues às famílias escolhidas pela Pastoral da Família - grupo da igreja católica na qual tem a responsabilidade de orientar e apoiar as famílias, e na qual Guilhermina participa.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A paróquia São José Carpinteiro, estará realizando em Xinguara no dia 25 de outubro, sábado, uma noite de louvor, um evento de espiritualidade - criado para celebrar e glorificar a Deus por todas as vitórias e feitos que Ele realiza na vida de seus filhos.
O evento que acontecerá nas dependências da igreja, localizada na Avenida Xingu, terá como tema: JESUS CRISTO É O SENHOR!
Marcada para começar às 19hs, a noite de louvor traz por pregadores vários irmãos carismáticos, que estarão na cidade para um encontro de formação estadual dos dirigentes da Renovação Carismática Católica – RCC.
Os preparativos para o evento começam nesta quinta-feira, 23, com uma blitz, às 17hs, nas principais ruas da cidade, realizada por jovens da paróquia. O objetivo é chamar a atenção da população, principalmente dos jovens, para o evento religioso. e ressaltar a importância de Jesus na nossa vida.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Os assaltos em Xinguara tem se tornado cada vez mais freqüente. O que vem deixando a população assustada, principalmente os jovens.
Toda semana um caso novo, quando não é as saidinhas de banco - velhas conhecidas da região - é roubo de motos ou assalto a residências.
No último dia vinte, domingo, os assaltantes não satisfeitos atiraram na vítima - um jovem de 22 anos. Ao chegar em casa por volta da 23hs da noite de domingo, após assistir um culto na igreja Casa da Benção, o jovem e sua namorada foram abordados por dois homens que anunciaram o assalto. A jovem foi liberada pelos assaltantes, porém o rapaz que, segundo testemunhas tentou reagir ao assalto, foi baleado vindo a falecer.
Quantos jovens ainda morrerão até que se tome medidas, até que o contigente policial seja reforçado, até que as rondas noturnas sejam mais freqüentes, até quando toda essa violência, até quando?
Precisamos de paz para sobreviver neste foraz mundo de competição, de desigualdades, de injustiças e de leis defasadas.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

O MUNDO SEM MULHERES!

Texto : Arnaldo Jabor

O cara faz um esforço desgraçado para ficar rico pra quê? O sujeito quer ficar famoso pra quê? O indivíduo malha, faz exercícios pra quê? A verdade é que é a mulher o objetivo do homem. Tudo que eu quis dizer é que o homem vive em função da mulher. Vivem e pensam em mulher o dia inteiro, a vida inteira. Se a mulher não existisse, o mundo não teria ido pra frente. Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem, para conquistar sujeito igual a ele, de bigode e tudo. Um mundo só de homens seria o grande erro da criação. Já dizia a velha frase que 'atrás de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher'. O dito está envelhecido. Hoje eu diria que 'na frente de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher'. É você, mulher, quem impulsiona o mundo. É você quem tem o poder, e não o homem É você quem decide a compra do apartamento, a cor do carro, o filme a ser visto, o local das férias. Bendita a hora em que você saiu da cozinha e, bem-sucedida, ficou na frente de todos os homens. E, se você que está lendo isto aqui for um homem, tente imaginar a sua vida sem nenhuma mulher. Aí na sua casa, onde você trabalha, na rua. Só homens. Já pensou? Um casamento sem noiva?
Um mundo sem sogras? Enfim, um mundo sem metas. ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES:
1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.
2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso ombro, nosso peito.
3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços.
4- O jeito que tem de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.
5- Como são encantadoras quando comem.
6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena.
7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora.
8- Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo. 9- Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.
10- O modo que tem de sempre encontrar a nossa mão.
11- O brilho nos olhos quando sorriem.
12- O jeito que tem de dizer 'Não vamos brigar mais, não..'
13- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza.
14- O modo de nos beijarem quando dizemos 'eu te amo'.
15- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta.
16- O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram.
17- O fato de nos darem um tapa achando que vai doer.
18- O jeitinho de dizerem 'estou com saudades'.
19- As saudades que sentimos delas.
20- A maneira que suas lágrimas tem de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor. Isso NÃO é uma corrente, apenas mande para todas as mulheres de sua lista, para elas perceberem o quanto são importantes, e para os homens, para que eles lembrem o quanto as mulheres são essenciais !!!

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

V Gincana Estudantil movimenta escola no fim de semana




O último fim de semana, na cidade de Xinguara/PA, foi marcado por muita festa em comemoração ao Dia da criança. Teve entrega de presentes na praça da Bíblia, no Rotary Clube, programação especial nas escolas do município e várias atividades de recreação nos bairros da cidade.






Para comemorar esta data, a escola Henrique Francisco Ramos organizou a V Gincana estudantil, que foi realizada nos dias 11 e 12 de outubro, no prédio da escola.




A gincana dividia funcionários e alunos em duas equipes - branca e laranja - numa competição educativa com o tema 'racismo'. Entre as atividades havia futsal, handeboll, vólei, corrida do ovo, provaS de resistência, concurso de redação, desfile, show de calouro, apresentação de dança, etc.



O evento foi encerrado na noite de sábado, com apresentações culturais. Mais de trezentas pessoas compareceram na noite cultural para prestigiar as apresentações das duas equipes.


A equipe vencedora foi a laranja, tento obtido mais de 1oo pontos a frente da equipe branca.


Na ocasião foi servido um lanche durante os dois dias do evento, com direito a picolé e refrigerante, oferecido pela secretaria municipal de educação.






Diretor da escola, Jânio Rodrigues, e a secretária Marinalda. Uma equipe de sucesso!


Apresentação de hip hop.
Alunos da equipe branca e laranja em uma prova de resistência.
Peça teatral com o tema da gincana - racismo.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Passeata do PT em Xinguara reune centenas de pessoas









A carreata do Partido dos Trabalhadores - PT - em Xinguara, foi realizada ontem, 02 de outubro, em grande estilo. Compareceram à manifestação cerca de oitocentos veículos entre carros, caminhões, ônibus e motocicletas, e mais de 2 mil pessoas.




Saindo do Setor Itamaraty, mais precisamente das proximidades da escola Estadual Pedro Mota, a carreata percorreu as principais ruas da cidade atingindo mais de 3 Km de extensão.




Estiveram presentes na carreata além do cadidato a reeleição para prefeito - Davi Passos e demais candidados para o cargo de vereador do município, comerciantes, estudantes e várias pessoas de cidades vizinhas.











*FOTOS: Luana Borges

terça-feira, 30 de setembro de 2008

NÃO PERCAM!

SERÁ REALIZADO NOS DIAS 10 E 11 DE OUTUBRO A "V GINCANA ESTUDANTIL" DA ESCOLA HENRIQUE FRANCISCO RAMOS, LOCALIZADA NA RUA DUQUE DE CAXIAS EM XINGUARA/PARÁ. A GINCANA É REALIZADA COM O OBJETIVO DE INTEGRAR PROFESSORES, FUNCIONÁRIOS E ALUNOS NUMA COMPETIÇÃO ESPORTIVA-CULTURAL E EM COMEMORAÇÃO AO DIA DA CRIANÇA - 12 DE OUTUBRO.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

PRIMAVERA

Amar é adubar, admirar e gerar vida a cada dia

As flores aparecem! Nós já prevíamos que aquela árvore que estava tão apagada, sem cor, fosse se revelar. Amar é isso, olhar a árvore (a pessoa), sem flores, sem frutos, aparentemente sem vida e admirá-la. Quem ama, admira a árvore, o próximo e não a beleza do colorido, pois já entendeu que a árvore e a pessoa com quem convive, não estarão o tempo todo na primavera.
Quem ama, enxerga o que é invisível aos olhos. Quem ama, sabe esperar o momento de florada sem julgar e criticar, mas vendo com os olhos do amor a pessoa que lhe é próxima.
Amar é adubar, admirar e gerar vida a cada dia, enquanto espera. É acreditar e saber que um dia haverá broto, no outro as folhas, nos próximos as flores, e mais, na frente os frutos. É olhar todo o processo de transformação, que é constante, visível e desestabilizador, mas que irá transformando tudo ao seu redor. Amar é olhar cada momento da nossa vida com a especialidade própria do momento. Que momento especial você vive hoje? Está sem folhas, flores, frutos ou sua vida está colorida?
O que hoje, precisa ser valorizado na sua vida? Uma árvore sem flores tem raiz, tronco, seiva, galhos... Você admira o que já se desenvolveu na sua vida? Ou você especializou o seu olhar para o que você não tem?
Muitas vezes, nos distraímos com a aparência e esquecemos da raiz. É a raiz que dá os nutrientes para todo o corpo. Qual é a seiva que alimenta você? Você tem buscado nutrir-se com bons livros, amigos que o constroem, cuida de sua saúde, é disciplinado nas coisas simples da vida, faz uma avaliação da sua vida? Como está sua reflexão do sentido da vida?
O sentido da sua vida hoje, consiste em buscar ser o melhor, o mais rico? Você vive em busca de prazer, evitando todo sofrimento? Será que a vida se resume nisso? Um dia a árvore será cortada ou morrerá, o que ficam é oxigênio que ela purificou, os olhos que ela alegrou, a sombra que abrigou pássaros, amigos, familiares, outras plantas... Se você, hoje, morresse, o que haveria de deixar? Você se percebe como um "purificador de oxigênio" onde vive?
A árvore é o pulmão do mundo. E você purifica o mundo. Você, hoje constrói a civilização do amor na sua casa, escola, universidade, trabalho, vizinhança?
Nós precisamos, no ENCONTRO com os outros, buscar nutrientes para nossa manutenção, crescimento, florada. O nosso ENCONTRO, para dar flores e frutos, precisa ser um contato verdadeiro, profundo, realista e de amor. Se um encontro da raiz com a terra, de uma pessoa com a outra, pode produzir tudo isso, um ENCONTRO com Jesus, a cada dia, pode mudar tudo. Porque Ele olha para você com o olhar do Amor. Ele é Amor! Um olhar que contempla em você, o que ainda você não viu. Ele sabe que você faz parte da civilização do amor.
E, depois da primavera, virá o verão, o outono, o inverno, a primavera, outro verão, outro outono... Até vocês completarem bodas de prata ou de ouro. Mas, tendo sempre um ENCONTRO a cada dia. Um ENCONTRO que gera um homem novo para um mundo novo. Você irá encontrar-se todos os dias com o outro, e será um encontro de amor, pois Ele está no meio de nós.
Claudia May Philippi - Com. Aliança Canção Nova

domingo, 14 de setembro de 2008

Escola xinguarense implanta blog

Agora a escola municipal Henrique Francisco Ramos, localizada em Xinguara, no estado do Pará, tem mais um motivo para comemorar. A escola possui a mais nova ferramenta de comunicação – blog – no auxílio à educação de qualidade e significativa.
O blog é uma ferramenta que permite aos alunos e professores publicarem textos, expor seus projetos didáticos, fotografias dos eventos escolares, atividades extracurriculares e se comunicarem de forma simples e organizada com a comunidade, em especial com alunos de outras escolas.
Esse instrumento de interatividade é um grande aliado na formação continuada em tecnologias da informática, já que a escola possui um laboratório de informática destinado a atender o alunado, funcionários e a comunidade de modo geral, objetivando assim uma aprendizagem cada vez mais significativa aos alunos.

O que é um blog?

O blog é uma página da web que freqüentemente pode ser atualizada, sendo semelhante a um jornal que segue uma linha cronológica de tempo. Quanto aos temas e conteúdos trabalhados no blog podem ser os mais variados, há aqueles que preferem temas ligados à saúde, outros a meio ambiente, pautas diárias e há aqueles que preferem poesias ou simplesmente postar fotografias. Os temas são livres, de acordo com a escolha do autor, pois esta ferramenta pode, ainda, exprimir suas idéias ou sentimentos.

Para aqueles que querem acompanhar os trabalhos desenvolvidos na escola pelos alunos e professores podem acessar educaxinguara.blogspot.com

domingo, 7 de setembro de 2008

Desfiile cívico leva mais de 4 mil pessoas às ruas de Xinguara

Alunos da rede municipal e particular de Xinguara foram às ruas nesta tarde, 7 de setembro, para lembrar o dia da Independência do Brasil.

O desfile cívico saiu da praça Vitória Régia e percorreu algumas ruas da cidade até à praça da Bíblia. Neste ano, como no ano anterior, os alunos fizeram uma caminhada, deixando de lado a tradicional marcha.

Mais de 4 mil pessoas foram às ruas prestigiar o evento, que teve a duração de duas horas e meia.

As escolas levaram às ruas os temas: As quatro estações e o desequilibrio climático, Meio ambiente, Direitos da criança do adolescente, A chegada da Família Real ao Brasil, Cultura e diversidade brasileira, Belezas natuirais do Pará, Mulher, entre outros.

O tema Mulher apresentado pela escola Henrique Francisco Ramos foi um dos que mais atraiu olhares. A escola representou desde a primeira mulher - Eva - até as diversas profissões, que antes eram exercidas somente por homens e, que hoje são ocupadas por mulheres.


























Não podemos esquecer que a Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

I SIMPÓSIO DE MELIPONICULTURA NA REGIÃO AMAZÔNICA

Entre os dias 20, 21 e 22 de agosto, no Centro de Treinamento TWA Brasil, em Parauapebas, no estado do Pará, será realizado o I Simpósio de Meliponicultura na Região Amazônica. O evento técnico, organizado pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), tem por objetivo ampliar os conhecimentos da comunidade acadêmica e de produtores rurais, favorecendo o setor da criação de abelhas sem ferrão e, conseqüentemente buscando o desenvolvimento da região sudeste do Pará.
O Simpósio contará com a participação de instituições acadêmicas e empresas do setor, por meio de exposições e palestras, sendo esta última realizada por profissionais de alto nível e com larga experiência no segmento da meliponicultura.
A proposta do evento é apresentar a meliponicultura como uma prática sustentável da produção rural e discutir formas de manejo adequadas para a criação de abelhas sem ferrão na Região Amazônica.
As abelhas sem ferrão, que são facilmente encontradas no Brasil, apresentam-se como uma alternativa barata, de fácil manejo e de práticas simples de manutenção e comercialização. Sua criação se enquadra perfeitamente dentro dos conceitos de diversificação e uso sustentado da terra da Amazônia.
O evento está voltado para produtores rurais, estudantes, universitários, profissionais, professores e assentados.

Segmentos: Simpósio

Local do evento: Centro de Treinamento TWA Brasil, localizado na rua B, nº 150, no Bairro Cidade Nova.
Cidade: Parauapebas/Pará
País:Brasil
Telefone: (94)3346-8190 (UFRA)
Site para inscrição: www.ufra.edu.br

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Que comece a política!

Inventada para evitar a guerra de todos contra todos, para descobrir, discutir e decidir qual a melhor maneira dos membros de uma sociedade poder viver, a política também pode ocasionar dominação e violência.

Os antigos gregos já tinham a clara percepção de que o sustentáculo da politeia (palavra grega que deu origem à expressão política), residia principalmente no consenso geral da maioria dos cidadãos (a eklessia), e não no uso, ou ameaça do uso, da força estatal em si.

Aproxima-se o período de campanha eleitoral e com ele muito blá, blá, blá. É importante que cada indivíduo saiba que tem nas mãos o poder de decidir quem será o novo chefe municipal e os “delegados” incumbidos de defender os interesses da população.
A política pode ser descrita como conjunto complexo de atividades humanas exercidas numa dada dimensão espacial de uma coletividade cultural, atividades essas voltadas para a satisfação dos interesses e necessidades humanas, quer individuais, quer coletivas, é de todo impossível reduzi-la a um mero subproduto de forças naturais ou sociais que estão fora do controle humano.

Para Maquiavel a arte política identifica-se intimamente com a técnica de manipulação dos desejos, temores e vontades dos homens no intuito de conquistar, manter e preservar o poder em seu tempo, baseando na “astúcia da raposa e na força do leão”.

Segundo Michael Foucault o indivíduo é uma produção do poder e do saber. Para ele o que faz com que o poder se mantenha e que seja aceito é simplesmente que ele permeia, produz coisas, induz ao prazer, forma saber, produz discurso que a sociedade acolhe como verdade e faz funcionar como verdade.

Tudo que envolva relações de poder ou a tudo quanto envolva organização e administração de grupos é política. O poder em atividade é política. Segundo Foucault onde há poder, há também dominação e resistência e, todo indivíduo (microfísica) tem poder e não só o Estado (macrofísica) detém este poder.

Karl Popper defende a idéia de que toda a política se compõe de atuações; e uma atuação só será racional se satisfazer o objetivo. Pode-se dizer que uma atuação é racional quando faz o melhor uso possível de todos os meios disponíveis para atingir um determinado objetivo. Um racionalista, segundo Popper, é aquele que faz uso de argumentos para se chegar às decisões certas, pois é preciso haver confrontação de “verdades” para se decidir qual “verdade” levará aos objetivos.

Para Platão o Estado é o engrandecimento da alma humana, na qual nasce porque cada um de nós não basta a si mesmo e tem a necessidade dos serviços de muitos outros homens.

No regime democrático o povo tem poder nas tomadas de decisões e ações, exercendo assim a soberania. Na modernidade traduzimos “democracia”, que visa favorecer os interesses dos mais pobres de modo indevido, como “demagogia”.

O poder – elemento essencial da política – tem como efeito a verdade centrada no discurso cientifico (razão cientifica), a violência, ganhos econômicos e uma mercantilização ligada ao lucro.

Assim como o poder é essencial na política, para Maquiavel, nos dias de hoje não é diferente, pois o poder ainda é a característica essencial para a política. Enquanto o príncipe de Maquiavel conquistava o poder por meio da força, o príncipe moderno só chega ao poder por meio de disputa eleitoral, utilizando-se da manipulação para manter seu poder.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

MEIA PASSAGEM: UM DIREITO DO ESTUDANTE

É cada vez mais freqüente as discussões acerca do uso da carteirinha de meia passagem pelos alunos, dos diferentes níveis escolares, em Parauapebas. Os vanzeiros se mantêm intransigentes em não aceitar a meia passagem, colocando várias restrições de uso desse direito.

Todo dia uma nova reclamação surge por parte dos alunos, que são podados em usufruir de um direito. Na maioria das vezes os vanzeiros agem de forma arrogante e impetuosa para com aqueles que querem usar a carteirinha, tratando-os maus na frente dos demais passageiros.

De acordo com o artigo 264, inciso VI, da lei Orgânica do Município, só é assegurado a meia passagem aos estudantes, nos horários de início e final do turno de estudos, cabendo ao município subvencionar cinqüenta por cento dos custos do transporte estudantil.

Mas no ano de 2006 foi sancionado uma emenda, de autoria do vereador Euzébio, que assegura aos estudantes de qualquer nível o beneficio da tarifa reduzida à metade, o que fica implícito que é permitido o uso da carteirinha a qualquer hora, independente do horário em que se estuda.

Os vanzeiros alegam que não aceitam a meia passagem porque ficam no prejuízo, já que, o município não repassa os outros cinqüenta por cento, responsabilidade esta que consta na lei orgânica do município.

Os alunos por sua vez têm que arriscar na sorte, entrar em uma van cujo motorista não o tratará mal por usar de um direito – a meia passagem.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

João Cândido - o "Almirante negro" do mar


Bravo herói brasileiro, é assim que podemos descrever o líder da Revolta da Chibata, João Cândido. Ele tinha por objetivo pleitear a abolição dos castigos corporais na Marinha de Guerra do Brasil, que eram feitos ainda de forma monárquicos para com os marujos, fazendo suscitar um movimento em prol dessa abolição.

O “Almirante Negro” como era conhecido, foi o principal líder da Revolta da Chibata. Assim como os demais marujos, ele não era de acordo com as condições subumana que os marinheiros negros eram submetidos.

Militar brasileiro, João Cândido Felisberto, nasceu na Província do Rio Grande do Sul em 24 de janeiro de 1880 e, mesmo sendo filho de escravos de uma fazenda, conseguiu ingressar, aos 13 anos, na Escola de Aprendizes-Marinheiros do Rio Grande. Ele era mais um marujo negro na marinha de guerra brasileira que, a frente da Revolta da Chibata, desejava o fim do uso do chicote.

Mesmo com a abolição da escravidão, por meio da Lei Áurea em 1888, a marinha de guerra do Brasil, insistia em manter comportamentos escravistas e desumanos, mesmo que a época fosse outra, início do século XX . E como no tempo dos pelourinhos, o chicote era o principal instrumento de punição e de “disciplina” aplicado aos novos e velhos marujos.

A oficialidade branca não tinha nenhum resigno em querer o fim desse ato cruel, o açoitamento dos marujos, na maioria negros, deixava implícito a idéia de que o homem branco era superior ao negro. Uma idéia totalmente racista de demonstrar a força da marinha brasileira.

Se um marinheiro cometesse uma falta, como por exemplo, não lavar direito o convés, o oficial poderia castigá-lo com chibatadas. Sem falar nas péssimas condições de vida a qual os marinheiros estavam sujeitos. Eles dormiam em meio a baratas, o prato de comida era intragável, recebiam baixos salários e eram obrigados a prestar serviço militar por um longo período.

Decidido a modernizar a marinha brasileira, o governo de Marechal Hermes da Fonseca, havia comprado três navios ingleses, além de adquirir novos canhões, três cruzadores, três submarinos, seis torpedos e seis caça-torpedos. Quanto à abolição das chibatas, não fazia parte do plano de modernização da marinha, que passava a ser a terceira maior esquadra militar do mundo. O que gerou revolta por parte dos marinheiros, tendo eles se rebelado contra os comandantes.

Chefiados por Francisco Dias, João Cândido e outros tripulantes do Minas Gerais, navio da capitânia da esquadra, os marinheiros organizavam-se contra a situação humilhante de que eram vítimas, semelhante as condições dos navios negreiros. O mesmo ocorreu no navio São Paulo, chefiado pelo cabo Gregório e no Deodoro pelo cabo André Velino.

O movimento que vinha sendo articulado pelos marinheiros, ganhou força a partir do espancamento de mais um companheiro, Marcelino, que recebeu 250 chibatadas aos olhos de toda tripulação do navio Minas Gerais. A crueldade foi tanto que mesmo desmaiado, Marcelino continuou a ser açoitado, aumentando ainda mais a revolta dos marujos.

Sob a liderança de João Cândido, no dia 22 de novembro de 1910, os marinheiros se apoderarem dos principais navios da Marinha de Guerra brasileira eclodindo assim a Revolta da Chibata.

Com as rédeas do navio Minas Gerias e com a ameaça de bombardear os bairros elegantes do Rio de Janeiro, na época capital da República, os marinheiros exigiam o fim dos maus tratos, queriam que o governo proibisse o uso da chibata pela marinha, como fizeste outrora, Deodoro da Fonseca em 16 de novembro de1889 por meio de um decreto, mas que vigorou somente durante um ano.

Enquanto bandeiras vermelhas eram hasteadas nos navios amotinados na Baía da Guanabara, os oficiais do movimento enviavam mensagens ao presidente da República e ao ministro da Marinha, clamando por respeito e por um basta nas humilhantes punições. Os oficiais da armada, em posse dos novos navios e de canhões, estavam decididos a lutar por seus direitos.

A negociação não era simples, pois de um lado estava a Marinha, que queria a punição dos rebelados e do outro o governo e os políticos, que sabiam não ter forças para acatar a exigência da marinha, em punir os rebelados a qualquer preço, mesmo que alguns oficiais da armada tivessem que morrer. O governo estava ciente de que os marinheiros estavam militarmente mais preparados do que a Marinha de Guerra, em virtude de estarem com o comando de quase toda armada e com a pose dos canhões das belonaves apontando para a cidade do Rio de Janeiro.

Após cinco dias de revolta, as bandeiras vermelhas desceram do mastro, os marinheiros estavam confiantes da vitória. Depois de muitas reuniões políticas, com a participação de Rui Barbosa, era aprovado um projeto de absolvição dos amotinados e o uso da chibata como norma de punição disciplinar na Marinha de Guerra do Brasil, tornava-se proibida.

As forças militares inconformados com a audácia dos marinheiros em confrontar os “brios da Marinha de Guerra”, fecharam o cerco e juntamente com civis vingaram a ousada conquista destes bravos marujos.

Para desarmar os marinheiros de qualquer atitude sublevar, o governo assinou um decreto que previa a demissão de qualquer marinheiro. A marinha por sua vez fez suscitar várias conspirações contra a guarnição da ilha das Cobras, tudo para ter um pretexto que desencadeasse numa repressão sobre os marinheiros negros. Como conseqüência ocorre uma verdadeira chacina.

Os marujos que haviam sido presos, foram exterminados durante viagem para o Amazonas e jogados ao mar. João Cândido e seus companheiros foram presos numa masmorra da ilha das Cobras, e aos poucos foram morrendo em conseqüência as péssimas condições que viviam enclausurados ou fuzilados sem julgamento.
João Cândido após enlouquecer foi internado, conseguindo alguns anos depois se restabelecer fisicamente e psicologicamente. Sozinho, abatido, na miséria e tuberculoso, vem a falecer na cidade do Rio de Janeiro, sem patente, sem aposentadoria e até “sem nome”.

A coragem deste “Almirante Negro” em defender sua raça, seu povo, em lutar por um ideal de liberdade deve ser seguido. É de homens corajosos e determinados a lutar pelo bem comum, como João Cândido, que nosso país necessita para que os direitos humanos, promulgados em 1948 pela Organização das Nações Unidas (ONU), sejam respeitados.

Não podemos esquecer de heróis que se doaram há causas nobres, que reconheceram na desigualdade da “força” um instrumento poderoso tanto para o mal como para o bem.
Afinal, mesmo que conste na constituição dos direitos humanos, 4º e 5º artigo, que ninguém deverá ser mantido em escravatura ou em servidão; sendo a escravatura e o trato dos escravos, sob todas as formas, proibidas, assim como a submissão à tortura ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes, esse tipo de tratamento continua a existir, mesmo que seja em casos isolados e isso não pode continuar.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

UFRA promove III Semana de zootecnia em Parauapebas

Será realizado no próximo dia 27 e 28 de junho a terceira Semana de Zootecnia de Parauapebas. A semana é organizada em comemoração ao dia do zootecnista, comemorado no dia 13 de maio.
Este ano o tema escolhido foi "Diversidade do Agronégocio Sustentável", que visa por meio de palestras e oficinas, levar conhecimento a todos a fim de obter um desenvolvimento sócio-ecônomico da população de forma sustentável e a preservação do meio ambiente.
O cerimonial de abertura será às 9:00h do dia 27, no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (CEUP). Entre os temas das palestras está: Diversidade do agronegócio sustentável e Avaliação genética para seleção de bovinos, ministradas pelo zootecnista Rafael Arraz e pela professora da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) Luciara Celi da Silva, respectivamente.
Na tarde do dia 27 e durante todo o dia 28 será ministradas oficinas, entre as quais: Resíduos tóxicos em alimentos de origem animal e vegetal, criação sustentável da criação de galinha caipira, produção de abelha sem ferrão, bases da agricultura familiar, produção sustentável agroecológica de peixes, manejo racional do solo e os benefícios da rotação de culturas, entre outras.
O evento é destinado a produtores rurais, alunos e a toda comunidade interessada na área. A inscrição poderá ser feita na secretaria da instituição localizada no CEUP, na rua A, Qd. Especial, no bairro Cidade Nova, das 08:oo às 18:00hs.
Todos os participantes receberam no término do evento um certificado.
Dia do zootecnista

O dia 13 de maio foi escolhido para comemorar o Dia do Zootecnista em alusão à criação da Faculdade de Zootecnia de Uruguaiana (RS), a primeira a implantar o curso no Brasil, em 1966, tendo como idealizadores os professores Octavio Domingues e José Francisco Felice.
A regulamentação da profissão data de 1968 (Lei 5.550/68) e classifica o zootecnista como o profissional das ciências agrárias, responsável da produção racional de animais domésticos ou daqueles em domesticação (silvestres).
A zootecnia é o ramo das ciências agrárias voltada para a criação, produção, manejo e produtividade animal, atendendo para todos os ciclos da vida.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Seminário é promovido para discutir a diversidade sexual

Será realizado nos dias 18 e 19 de junho, na Câmera Municipal de Vereadores de Parauapebas, um seminário para debater a diversidade sexual, assim como a discriminação entre todas as minorias.
Sob coordenação de Carlos Amorim o seminário traz como título "Diversidade Sexual e Combate a Homofobia no Pará". O evento terá por palestrantes Jasson Iran Monteiro, Ivon Cardoso, Neto (SESPA), Jurema Suely e Tereza Cristina S. de Oliveira.
A abertura do evento será às 15:30h do dia 18 e logo após acontecerá um painel com o tema "Porque as pessoas homossexuais são as mais discriminadas entre todas as minorias?"
No dia 19 serão ofertadas oficinas aos participantes, que poderão escolher entre cinco alternativas, sendo: Diversidade Sexual, Direitos Humanos e Segurança Pública; população LGBT e o Direito ao trabalho, à cultura, esporte e lazer; políticas públicas e movimentos sociais LGBT; educação escolar e enfrentamento do preconceito e políticas públicas, promoção e acesso à saúde para a população LGBT.
O fim da programação está marcada para às 17:00h, do dia 19, após as atividades desenvolvidas durante as oficinas.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Xinguara realiza a XI cavalgada ruralista

Foi realizado no último sábado, 15, a XI cavalgada ruralista da cidade de Xinguara/PA. A cavalgada teve ínicio às 08h e percorreu as principais ruas da cidade.
Mesmo com o desvalque do grupo Quagliato, a cavalgada contou com mais de dez fazendas.
A frente da cavalgada a empresa Marcovel veio apresentando as marcas e modelos de carros disponíveis na concessionária e como de praxe, motoqueiros, carroças e bicicletas fizeram a maior algazarra no fim da apresentação.
Este ano foi sorteado entre os participantes da cavalgada três motos e três celas de couro.

O evento mais esperado do ano pelos xinguarenses, tanto pela população como pelos comerciantes, atraiu pessoas de todos os lugares, entre os quais: São Paulo, Goiânia, Parauapebas, Marabá, Tucumã, Rio Maria, Redenção e Ourilândia.










A cavalgada reuniu centenas de pessoas





XI Cavalgada ruralista de Xinguara






quinta-feira, 12 de junho de 2008

Dia dos namorados

Amar e ser amado é realmente a melhor coisa da vida! Afinal cada um de nós deseja ser feliz ao lado da pessoa amada.

A comemoração teve sua origem na Roma antiga, quando o imperador da época, Cláudio II, proibiu os matrimônios. Mas não concordando com a proibição, São Valentim – um bispo católico – realizava os casamentos escondidos. Por desrespeitar a lei, o bispo foi morto no dia 14 de fevereiro e desde então esta ficou sendo a data de comemoração dos casais apaixonados.

Enquanto em outros países, como no Canadá, o Dia dos Namorados é comemorado em fevereiro, no Brasil esta data é comemorada em junho, as vésperas do dia de Santo Antônio – o famoso santo casamenteiro.

A comemoração em junho começou por meio de uma campanha publicitária realizada em 1949, feita pelo publicitário João Dória, na época da agência Standard Propagada, sob encomenda da extinta loja Clipper.

Como as vendas no mês de junho eram fracas, a data 12 de junho foi escolhida para comemorar o dia dos namorados. Toda a confederação de Comércio de São Paulo aderiu à campanha publicitária que tinha por slogan: “Não é só de beijos que se prova o amor”.

O sucesso da campanha foi tanta que a moda pegou e desde então o mês de junho é destinado a comemoração do Dia dos Namorados, “unindo” ainda mais os casais apaixonados com trocas de presentes, cartões, bilhetes, flores, bombons...enfim com uma infinidade de opções.

Quem já encontrou a “cara metade” sabe o quanto é bom ter alguém que lhe traz proteção e carinho, amor e companhia e, alegria de viver. O amor só faz bem, cura depressões e traz novas perspectivas de vida.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Oficinas audiovisuais são ministradas em Parauapebas

Nesta semana foram ofertados vários cursos na área de cinema e artesanato, ambos promovidos pela coordenadoria de cultura do município de Parauapebas em parceria com a Fundação Tancredo Neves de Belém/PA.

As oficinas foram ministradas no Centro Universitário de Parauapebas (CEUP), algumas no período da manhã e outras no período da tarde.

Dentre as oficinas, ofertadas, as mais procuradas foram as de roteiro e linguagem audiovisual, ministradas por Bernardo Peres e Ulises Parente, respectivamente.

Dois curtas - vídeo arte - foram produzidos durante essas oficinas, um com o tema "Um dia de feira" e o outro com o Título "Fila de banco".

As oficinas foram encerradas hoje, 06 de junho, com uma apresentação dos vídeos arte.





FOTOS DAS OFICINAS DE ROTEIRO E LINGUAGEM AUDIOVISUAL





Turma de linguagem audiovisual


A galera curtindo os fleshes


Aula prática de fotografia na feira do produtor rural de Parauapebas
Imagem da cidade

segunda-feira, 19 de maio de 2008

24 de maio-dia do vestibulando

No próximo dia 24 de maio é comemorado o dia do vestibulando. E neste clima de comemoração, a Universidade Federal do Pará abriu inscrição para processo seletivo especial.
Para quem deseja ser um vestibulando, é melhor se apressar, pois as inscrições do processo seletivo terminarão no dia 20 de maio.
Os cursos ofertados são: Ciências Naturais, Direito, Filosofia, Engenharia Civil, Química e Sistema de Informação. E para quem não tem os 63,00 para pagar a inscrição, pode se inscrevar para o curso de química, sendo a inscrição deste gratuíta.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

XINGUARA completa 26 anos de emancipação

Foi comemorado na última terça-feira, dia 13 de maio, mais um ano de emancipação político administrativo do município de Xinguara.



O município fundado em 13 de maio de 1982, tem muito a comemorar. Ao longo desses 26 anos a cidade vem ganhando destaque nos mais variados projetos implantados.



Localizada ao sul do estado do Pará, a uma latitude de 07º gruas e a uma longitude de 49º, a cidade têm segundo o IBGE(2007) 38.457 habitantes, mas há estimativas que hoje a população seja superior a 40 mil habitantes.



Sob pleito de José Davi Passos(PT), desde 2004, a cidade não pára de crescer e o desenvolvimento está a todo vapor.



Na ocasião, da comemoração dos 26 anos do município, foi inaugurado a reforma e ampliação do hospital municipal e da praça Vitória Régia(localizada nas proximidades do prédio da prefeitura), obras estas financiadas com recursos do Estado e entregues pela governadora Ana Júlia Carepa, que marcou presença no evento.


Aproveitando o momento a governadora lançou o projeto "Pará, Terra de Direito", que prêve um conjunto de 400 ações a serem realizadas em 39 cidades, só na primeira etapa, que vai até o final de 2008. Para Xinguara está previsto a disponibilização de 3,4 milhões de reias.



Como não podia deixar faltar, Xinguara comemorou seus 26 anos com um bolo de 26 metros, que após ser cortado pela governadora foi servido à população presente.



Jandevânia Melo

quinta-feira, 15 de maio de 2008

PROFESSORES DECIDEM CONTINUAR EM GREVE


Professores da rede pública estadual de Parauapebas, em protesto a decisão da Justiça, fizeram uma passeata pelas ruas da cidade nesta quarta-fera, 14 de maio, preservando a decisão da greve pela maioria.

A passeata aconteceu às cinco horas da tarde, saindo da escola Chico Mendes e passando pelas avenidas “E” e “F”.


Com faixas e usando nariz de palhaço, os professores protestavam por um ajuste salarial digno, por melhorias na educação pública, gratuita e de qualidade social.


A indignação da categoria falou mais alto em face da Justiça acatar o pedido do Governo do Estado, que decretou abusiva a ação dos professores por paralisarem as aulas.


O SINTEPP (Sindicato dos trabalhadores públicos do Pará) foi obrigado a pagar dez mil reais por dia não trabalhado pelos professores e ainda foi decretado que será descontado da folha de pagamento dos funcionários os dias parados.

Jandevânia Melo

A Impontualidade do AMOR

Texto de Mario Quintana

Você está sozinho. Você e a torcida do Flamengo. Em frente à tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha. - Trim! Trim! - É a sua mãe... (quem mais poderia ser?).
Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase 'galinha', sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras.
O amor dá meia volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa? Agora, por exemplo, que você está de banho tomado e camisa jeans? Agora que você está se achando bonito? Agora que você está empregado? Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz? Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio?
O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. Você passa um ano inteiro hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga e mal repara em outro alguém que só tem olhos para você. Ou então, arrasado porque não foi pra praia no final de semana, os seus amigos estão lá, azarando-se uns aos outros.
Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido à sua vida. O amor é como tesourinha de unha: nunca está onde a gente pensa. O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste.
Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole. O amor está em todos os lugares, talvez você não o procure direito. A primeira lição está dada: o amor é onipresente.
Agora a segunda: o amor é imprevisível. Jamais espere ouvir 'eu te amo' num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira transa. O amor odeia clichês. Você vai ouvir 'eu te amo' numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, ou quando você menos esperar. E as flores vão chegar num dia qualquer, apenas para informar-lhe como você é especial para alguém. Assim... sem um motivo ou data especial.
'Amar é mudar a alma de casa!!!' IDEALIZAR É SOFRER, AMAR É SURPREENDER. Talvez tenhamos que conhecer algumas pessoas erradas, antes de encontrar a pessoa certa. Talvez a pessoa certa, você considera a mais errada, que só quer curtir, mas que um dia te fará feliz, e para que isso aconteça, só depende de você, pois ao encontrá-la, agradeça por esta bênção.
Porém, estamos tão presos àquela porta fechada, que não somos capazes de ver o novo caminho que se abriu. Não busque boas aparências, elas podem mudar. Encontre aquela pessoa que te faça dar gargalhadas, ao falar uma piadinha e que faça seu coração sorrir. ''Afinal, as pessoas não entram em nossas vidas por acaso'

terça-feira, 13 de maio de 2008

INDIGNAÇÃO - ALUNOS SÃO BARRADOS POR USAR CARTEIRINHA DE MEIA PASSAGEM

Alunos da rede municipal e particular do município de Parauapebas estão indignados por terem seu direito de meia passagem vetado por parte dos vanzeiros.
Na última segunda-feira, 12 de maio, por volta de meio dia, a aluna do curso de geografia, Edinara Ferreira Silva, foi trancada dentro de uma van simplesmente por usar de um direito seu de pagar meia passagem.
Ao chegar no ponto de parada Edinara, na ocasião a única passageira da van, entregou ao cobrador setenta e cinco centavos, juntamente com a carteirinha do estudante, porém o cobrador tomou uma atitude infeliz.
"Eu não aceito meia passagem", foram estas as palavras proferidas pelo cobrador, que impediu a aluna de sair da van, trancando-a. Edinara só conseguiu sair após pagar o valor de uma passagem inteira, R$1,25.

Indignada com a situação, a acadêmica diz que a meia passagem é um direito de todos os estudantes e que é obrigação dos vanzeiros aceitar o uso da carteirinha.
"Essa atitude do cobrador me deixou assustada. Como pode um cobrar fechar a porta na cara de um passageiro somente porque este está usurfruindo de um direito seu?", disse Edinara.
E esse só é mais um, dentre vários casos de desrespeito aos estudantes do município, que lutam para terem seu direito de meia passagem respeitado.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Programação de aniversário de Parauapebas

Neste sábado, 10 de maio, Parauapebas comemora 20 anos. Vários eventos foram preparados para comemorar está data, entre eles o mega show da banda nacional - Titãs.
Cronograma:
SEXTA- 09/05/2008
18h Inauguração da Rua do Comércio, no bairro do Rio Verde;
18h Apresentação do DJ Cleiton, na Praça da Cidadania;
20h Apresentação do cantor regional, Manelão, na Praça da Cidadania;
21h Apresentação nacional do Padre Joãozinho, na Praça da Cidadania;
22h 30min Apresentação do cantor Rafael Nascimento 91º LUGAR fempa), na Praça da Cidadania;
23h Apresentação Cultural (Raízes da Amazônia), na Praça da Cidadania;
00h Show da banda nacional- Trilogia- Praça da Cidadania.

SÁBADO 10/05/08
06h- Alvorada, nos bairros da cidade;
07h- Passeio ciclistíco
08hh-Ato cívico, celebração dos 20 anos de Parauapebas, Paz, com a participação do Coral Municipal - em frente ao Supermax;
10h- Premiação do Concurso de Redação ( O tema deste ano foi: A cidade que queremos e o Campo que queremos);
18h-Jogo de Futebol (seleção de Parauapebas X seleção brasileira de Máster) - Estádio Rosenão;
19h- DJ - Lobato - Praça de eventos;
21h- Apresentação cultural - Grupo Yawara- Praça de eventos;
21h 30min- Cantor Sertanejo -Lailson- Praça de eventos;
22h 30min- Banda local -Wamberto e Banda e convidados- Praça de eventos;
23h 30min- Pronunciamento do Prefeito e show pirotécnico- Praça de eventos;
00h - Show com a banda nacional Titãs, na Praça de eventos.

Aproveitem a festa, mas com moderação!

quarta-feira, 7 de maio de 2008

7 de maio - dia do SILÊNCIO

Para você que não sabia hoje, sete de maio é comemorado o dia do silêncio. O silêncio é o eco reflexivo interior, o vôo da solidão gigante, o grito eloqüente no auge da dor, o clamor do oprimido, a expressão criadora do poeta.

O silêncio é a ausência de barulho, sons, vozes e ruídos, segundo a definição de dicionários e enciclopédias.

Do ponto de vista da espiritualidade, o silêncio é força e caminho propício à introspeção e à meditação.

O silêncio dos imensos desertos, por onde caminham os peregrinos, em busca da fonte inesgotável de paz e harmonia.

O silêncio que nos acompanha na intimidade e está conosco no instante final, companheiro e guia no caminho da eternidade.

Silêncio é a força misteriosa, repleta de sutilezas e transparências, que nos dá a medida exata da pureza, da humildade, da riqueza interior.

"Há o silêncio manipulador, o silêncio torturante, o silêncio chantagista, o silêncio rancoroso, o silêncio conivente, o silêncio da zombaria, o silêncio imbecil, o silêncio do desprezo. Há pessoas que matam com seu silêncio. Há silêncios que esmagam a justiça e a bondade, na calada da noite.

O silêncio mais puro é aquele que guarda a confidência. Este silêncio jamais é excessivo. Não se deve apregoar aos quatro ventos o que foi murmurado na intimidade da amizade e do amor.

O silêncio mais sábio é aquele que fazemos diante dos impertinentes, intolerantes e desbocados. É o silêncio do Cristo inocente diante dos acusadores, o silêncio dos espaços infinitos diante da quase infinita capacidade nossa de falar ou escrever sem razão. Calar da maneira certa é deixar que uma voz mais profunda seja ouvida. A voz severa, a voz serena, a voz suave e firme da verdade."

Fonte: Kplus

terça-feira, 29 de abril de 2008

Fique ligado!


Se você é mais uma vítima das enormes filas bancárias, fique sabendo que existe uma lei municipal que regula o tempo de permanência nessas filas para atendimento. É a lei nº 3821-A, de 31 de agosto de 1999.

Na lei está especificado que o tempo razoável para atendimento é de 20 minutos em dias normais, 30 minutos em véspera ou depois de feriados prolongados e até 30 minutos nos dias de pagamento de funcionários públicos municipais, estaduais e federais, e de vencimento e recebimentos de contas de concessionárias de serviços públicos, tributos municipais, estaduais e federais.

E como comprovar o tempo de espera na fila? A comprovação do tempo de espera se dará por meio da senha de atendimento.

A lei também estipula que o estabelecimento bancário forneça por meio eletrônico uma “senha de atendimento” constando o horário de recebimento e, ao ser atendido, o horário do atendimento deverá ser escrito manualmente no papel impresso da senha.

Caso não seja cumprido o tempo de espera mencionados na lei, o estabelecimento será obrigado a devolver ao usuário a senha com o tempo registrado, tanto da retirada da senha quanto do atendimento.

Fique ligado! Todos nós temos direito a um bom atendimento e sem grandes demoras, seja aqui em Parauapebas ou em qualquer outra cidade do país.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

DIREITO A VIDA


Atualmente vivemos numa cultura que almeja uma ordem social pautada em valores como a justiça, a igualdade, a eqüidade e a participação coletiva na vida pública e política de todos os membros da sociedade, além de buscarmos uma vida digna para todos.

Esses valores fazem parte da Declaração Universal dos Direitos Humanos, fruto de um pacto consolidado em 1948 no âmbito da Organização das Nações Unidas e hoje assumidos pelos países democráticos como uma referência de ética e de valores socialmente desejáveis.

O tema central e mais importante dos direitos humanos é, evidentemente, o direito á vida, porque de nada adiantariam os outros se este não prevalecesse.

Quando falamos em direito à vida, reconhecemos que ninguém tem o direito de tirar a vida do outro – a não ser em legítima defesa –, mas isso também não é óbvio, se observarmos exemplos ao longo da história da humanidade.

Basta ler a Bíblia para vermos, por exemplo, a legitimidade da escravidão e até mesmo a insinuação de sacrifícios humanos. Nas sociedades coloniais e patriarcais – como na história brasileira –, o pater familias tinha o direito de vida e morte sobre sua família e os agregados.

Se o pressuposto dos Direitos Humanos é o direito à vida, não se pode admitir nem a pena de morte e os demais castigos cruéis e degradantes, porque isso é diretamente atentado contra a vida, e nem a exploração do trabalho, porque isso incide diretamente sobre o direito à dignidade, inclusive o direito à saúde.

O que queremos dizer quando falamos em dignidade humana?

O homem é um ser essencialmente moral, ou seja, o seu comportamento racional estará sempre sujeito a juízos sobre o bem e o mal. Nenhum outro ser no mundo pode ser assim apreciado em termos de dever ser, da sua bondade ou da sua maldade.

Como dizia Kant, é o único ser cuja existência é um valor absoluto, é um fim em si e não um meio para outras coisas.

Mas o que dizer e pior, o que fazer com aqueles que tiram a vida de crianças, seres indefesos, sem qualquer manifestação de bondade ou piedade para com esses pequenos?

Depois da morte cruel do menino João Hélio, em 07 de fevereiro no Rio de Janeiro, o Brasil volta a chorar e a se revoltar com mais um crime bárbaro, o assassinato de Isabella, que foi jogada do sexto andar de um prédio. Sem esquecermos o caso do menino Yuri, que foi estrangulado pelo padrasto, na cidade de Ananindeua-PA, nesta última semana.

Quantos casos mais de violência contra seres indefesos (crianças) seremos obrigados a ouvir? As formas chocantes de violação do direito a vida é uma ação injustificável de violência contra as pessoas.



segunda-feira, 7 de abril de 2008

A construção do conhecimento

No nosso dia-a-dia podemos verificar como a construção do conhecimento e da verdade estão presentes em nossas tarefas diárias, quer seja na preparação de uma determinada refeição, quer seja no conserto ou na fabricação de um novo eletrodoméstico.

A verdade é uma atividade histórica, cujo o homem foi dando fundamentos de acordo com sua vivência, conhecimento e crenças. O modo como o homem compreendia a realidade, por sua vez, foi mudando de acordo com a época e as dúvidas sobre o conceito de verdade estabelecido.

Os povos primitivos, na tentativa de explicar a realidade ou os fenômenos da natureza, criavam histórias nas quais utilizavam as figuras dos deuses na tentativa de compreender a origem a origem das coisas.

Conforme Vasconcelos (2002, p. 54) o mito é uma forma de conhecimento, cuja narrativa, inspirada pelos deuses, não tem nenhuma preocupação em evidenciar, à luz da razão, os acontecimentos. Tendo por atores os deuses ou as forças naturais que intervêm e instauram a ordem no mundo.

Do século VIII ao VI a.C., os gregos tiveram a passagem do período mitológico para o racional. A razão, e não mais o mito, passou a ser fonte de explicação das coisas. Passando o conhecimento a ser construído por meio de explicações baseadas em causas naturais.

No século IV a.C., Platão traz a concepção de dois mundos: o material e o ideal. Mais tarde, Aristóteles, seu discípulo, discordando de Platão, diz que só existe o mundo material, no qual tudo que existe se explica por si mesmo.

Tanto Platão como Aristóteles, tentou mostrar que o mito não se podia levar a sério, em virtude de não se valer da razão.

Já na Idade Média, o que produzia conhecimento era a fé, estando acima da razão. Para o homem medieval, o conhecimento era graça, iluminação, irrupção de Deus no mundo dos mortais.

A partir do século XIII, um movimento contestou as idéias que se disseminaram na Idade Média: o Renascimento, que explicava o mundo pela comprovação científica. Com o Renascimento, entramos nos tempos modernos, na revolução do pensamento científico, que ganhou força no século XVII.

Na Idade Moderna, a razão passa a ser novamente a fonte da verdade, sendo estruturado um método para se construí o conhecimento científico, desenvolvido por René Descartes (1596-1650), Issac Newton (1642-1727) e Francis Bacon (1561-1626).

E atualmente, na era da informação e das imagens, o que é realmente verdade ou mentira? Nesse mundo de “faz de conta” é preciso sabermos selecionar o que é, dentre tantas “verdades”, aquela que vai de acordo com nossas convicções e ideais, já que o princípio de apropriação do conhecimento está intimamente ligado ao poder de manipulação das massas.

sábado, 5 de abril de 2008

Novidade...na net

*Por Jandevânia Melo
Vem aí o mais novo site de informação e entretenimento de Parauapebas. Será lançado no dia 09 de abril, a partir das 20h na Praça de Eventos, o PEBASWEB.
O projeto idealizado por um grupo de jovens, que vendo a necessidade de um portal de informação séria para o município de Parauapebas, traz grandes novidades na área de web jornalismo.
Feito por jovens para todos os cidadãos parauapebenses e porque não do Brasil, o site manterá a todos bem informados de tudo que rola na cidade, desde notícias até agenda cultural.
Não deixem de conferir e prestigiar esse novo portal de credibilidade de nosso municipio, pois informação séria e eficaz você encontrará no www.pebasweb.com.br.

A equipe do pebas web é formada por Sairo Lima, diretor geral, Vanessa Vilarinho, diretora de notícias, Giorgia Cirqueira, relações públicas, e Jair Leite, web desing.

* Acadêmica do curso de Comunicação Social- Jornalismo, do núcleo de Parauapebas/PA.

terça-feira, 1 de abril de 2008

Rádio - comunicação atuante

Partindo do entendimento de que o papel do jornalista é construir narrativas do cotidiano, deve-se considerar que estas superam a visão simplista e consagrada de que cabe ao comunicador informar – dar a notícias.

Construir narrativas deve envolver uma contextualização precisa e profunda, fruto de uma observação/percepção cuidadosa dos fenômenos sociais.

A partir dessa visão, a radiocomunicação é um meio de comunicação por transcepção de informação.

A fase de ouro do rádio brasileiro abriu caminho para uma comunicação ágil, noticiosa e de serviços, contribuindo para que o rádio estivesse pronto para dá os primeiros passos num radiojornalismo mais atuante.

Em meados da década de 1930 o rádio começava a se estruturar, não mais como novidade, mas sim se constituir em um veículo de comunicação que, ao buscar o lucro, voltava-se para a obtenção constante de anunciantes e de público.

No seu apogeu, conhecida como fase de ouro, o rádio caracterizou-se por uma programação voltada ao entretenimento, predominando programas de auditório, radionovelas, humorísticos e cobertura esportiva. O radiojornalismo, por sua vez, ganha força à medida que o país se envolve na Segunda Guerra Mundial.
O veiculo adquiri, desta forma, audiência massiva, tornando-se, no inicio dos anos 50, principalmente por meio da Rádio Nacional, a primeira expressão das indústrias culturais no Brasil.

Mas, nesta mesma época a televisão chegava ao Brasil, fazendo com que os profissionais do rádio migrassem para o novo meio de comunicação. Para não perder mais espaço para a televisão, o rádio teve que buscar novos formatos de programação inéditos e atrações novas.

O rádio aos poucos foi caminhando no sentido de atender às necessidades regionais, principalmente no que se refere à informação, permitindo que reportagens fossem transmitidas diretamente da rua e entrevistas realizadas fora dos estúdios.

quinta-feira, 27 de março de 2008

Bullyng: um fenômeno mundial


Cenas chocantes invadem diariamente nossas casas; estudantes com armas atiram em colegas ou professores, colega que assassina o outro, dentre várias ocorrências de violência de jovens contra jovens. Segundo especialistas estudantes que se tornam criminosos foram outrora vítimas caladas e sofreram muito com humilhação e deboches.

Aqueles velhos constrangimentos somados a gozações ou apelidos taxativos, feitos por estudantes contra estudantes no ambiente escolar, pode levá-los a sérios problemas denominados de bullyng.


Mas o que é conceitualmente o bullyng? Não há uma tradução literal para o português da palavra bullyng, mas segundo a Associação Brasileira Multi-profissional de Proteção à infância e a Adolescência (ABRAPIA) esse fenômeno caracteriza-se por atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, sem motivação evidente, de um ou mais estudantes contra outro.


O bullyng deixa marcas as suas vítimas, favorecendo o surgimento de várias doenças, dificuldades na aprendizagem, no processo de socialização, no desenvolvimento cognitivo, transtorno do sono e do apetite, depressão, dentre outros transtornos psicomáticos.


As crianças que sofrem esse fenômeno podem crescer com baixa auto-estima e se sentir desprotegidas e/ou sozinhas. O bullyng pode ocorrer com qualquer criança ou adolescente de qualquer nível econômico e ocorre em qualquer escola independente de serem públicas ou privadas, na zona urbana ou rural.


Para evitar que mais crianças sejam vítimas do bullyng e que venham a se tornar criminosos, os pais devem estar atentos no desempenho escolar do filho e no seu desenvolvimento social, observando sempre seus hábitos, rotinas e atitudes.


A intolerância, o desrespeito, a desconsideração ao diferente, a hierarquização nas relações de poder, o desejo da popularidade, a manutenção do status, são condições que propicia o bullyng, e a falta de habilidade de defesa, submissão, passividade, silêncio das vítimas, violência doméstica, ausência de limites, falta de exemplos positivos e omissão, são fatores decisivos.Para evitar esse mal, a criança precisa estar cercada de bons exemplos e tanto a sociedade, a escola e a família, precisam desenvolver uma política de paz.

terça-feira, 25 de março de 2008

Correr atrás é o segredo da realização







As amigas Antonia, Terezinha e Gorete comemorando o resultado do vestibular. Só alegria!

Ter sonhos é alimentar o ego e não desistir deles é “saber” esperar o momento oportuno para concretizá-los.


A turismóloga, Terezinha Ribeiro Macedo Gonçalves, após dez anos de concluir o curso de turismo pela Universidade Federal do Pará (UFPA), é um exemplo de persistência.


Terezinha, 28 anos, ingressou na UFPA, em 98, para cursar o bacharelado em turismo, curso o qual diz ter muito orgulho, e hoje volta aos bancos da universidade para cursar letras.


Atuou durante cinco anos na área de eventos e recepção à visitantes da Vale (antiga CVRD), porém com o nascimento dos filhos a docência foi a melhor opção que encontrou para conciliar a profissão com o atendimento qualitativo aos filhos.


O curso de letras que era tão óbvio como opção de carreira na sua vida, já que ministrava aulas de inglês durante todo o curso de turismo, ficou para depois e só agora esse “sonho” pôde ser realizado.



“Três coisas são bem verdadeiras, sou fascinada pela língua inglesa, tenho muita facilidade para docência e o curso de letras sempre foi um desejo pessoal, uma vez que já trabalho no ensino da língua há tanto tempo”, disse Terezinha Gonçalves.


Segundo Terezinha o feito de passar no vestibular, após dez anos, se deve principalmente aos excelentes professores que teve no Ensino Médio.


“É muito bom passar no vestibular de uma instituição federal aos 18 e repetir o feito aos 28. Estou muito feliz, apesar de saber que ainda restam 4 anos de estudos para garantir o 'canudo' e que terei que conciliar com muitas coisas que não tinha aos 18 (marido, filhos, casa, trabalho e demais responsabilidades advindas da vida adulta)”, afirma a turismóloga.


sexta-feira, 14 de março de 2008


Foi apresentado ontem, 13, à comunidade de Parauapebas o projeto institucional desenvolvido pela turma de Jornalismo junto ao Projeto Esperança.

O Projeto Esperança é uma instituição beneficente que promove ações educativas na comunidade, incentivando a inclusão social e a integração entre família e sociedade.
Ao ser diagnósticado várias falhas na comunicação interna e externa do Proojeto Esperança, os alunos de jornalismo, vendo a nescessidade de buscar novos parceiros e voluntários para a instituição, fizeram um trabalho de assessoria para a entidade.

Todo trabalho de assessoramento foi desenvolvido na disciplina de Comunicação Institucional, os estudantes de Jornalismo misturaram teoria e prática, a fim de montar uma estratégia de comunicação para o Projeto.

Forão criados folders, jornal mural, comerciais de rádio e TV (spots), vídeo institucional e um site, tudo para mostrar à sociedade a importância do Projeto Esperança.
Visite o site da instituição>

quinta-feira, 13 de março de 2008

"Dia Nacional de Luta"

No dia 14 de março acontecerá uma paralização nacional dos servidores públicos da educação Municipal e Estadual. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) reivindicam melhorias para a carreira do servidor.
A subsede do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública de Parauapebas (SINTEPP)também fará paralização, nesta sexta-feira,14.
Está marcado para às 8h, na Escola Municipal Chico Mendes, uma assembléia geral para discutir a aprovação do piso salarial nacional do DIEESE, o plano de carreira, cargo e remuneração dos servidores estaduais (PCCR), projeto habitacional (os lotes) que continua no papel, entre outros assuntos.
Também está marcado uma passeata para as 10h30min desta sexta-feira, com saída da escola Chico Mendes, em protesto a todas as reivindicações.

Sem comunicação.....

Há três dias foi cortado o acesso de e-mails no Centro Universitário de Parauapebas/PA (CEUP). Os alunos, até o momento, estão impossibilitados de utilizar o correio eletrônico para se comunicar com professores ou colegas de curso.
Segundo a coordenadora do CEUP, Tânia Brunele, já foi solicitado a SEFAZ, que monitora o provedor da prefeitura, para que seja liberado o acesso aos professores e universitários.
A indignação por parte dos universitários é grande, pois os mesmos necessitam utilizar o correio eletronico para entrar em contato com professores de outros pólos universitários, enviar ou receber trabalhos acadêmicos, receber orientação de TCC e/ou trocar experiências com outros universitários.
Em pleno século XXI, na Era da Informação, acadêmicos tem o direito de comunicação negado, que absurdo.
Leia mais:

quinta-feira, 6 de março de 2008

Alunos de jornalismo prestam serviço social


"O Projeto traz qualidade de vida à nossos jovens", diz Selma Laura.

*Por Jandevânia Melo

Como prestação de serviço social, a turma de comunicação social, da Universidade Federal do Pará (UFPA), desenvolve um projeto de comunicação institucional com a finalidade de propagar o trabalho do Projeto Esperança e buscar novos colaboradores.

Dentro do projeto de comunicação institucional serão desenvolvidos vários produtos, no seguimento de televisão, impresso, rádio e internet, todos voltados para a divulgação do Projeto Esperança.

O Projeto Esperança é uma entidade filantrópica que tem por objetivo promover ações educativas na comunidade, mais precisamente no bairro Primavera e Chácara do Cacau, a partir da tecnologia da informação e apoio pedagógico, incentivando assim a inclusão social e a integração entre família/comunidade.

“A instituição faz um trabalho muito bonito, dá oportunidade aos jovens de entrar no mercado de trabalho”, ressalta a auxiliar de enfermagem, Selma Laura Souza, 30 anos.

Atualmente o Projeto Esperança atende 120 crianças, de 9 a 15 anos, em horário extra classe com atividades, complementares à escola, de futebol, teatro, desenho, crochê, karatê, pintura, bordado e informática.

“O Projeto Esperança me trouxe oportunidade de aprender informática, coisa que dificilmente teria chance de fazer fora do projeto, devido meus pais não terem condições para pagar”, afirmou Brenda Steffany de Sousa, aluna de informática.

Segundo a coordenadora da instituição, Gildete Prates, o Projeto Esperança proporciona às crianças e aos adolescentes uma visão de futuro equilibrada, promovendo maior integração no contexto humano e sociocultural.




*Estudante de Comunicação Social, núcleo de Parauapebas.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

LÍDER CUBANO RENUNCIA À PRESIDENCIA

Fidel Castro


Após 49 anos no poder, o líder cubano Fidel Castro renuncia à Presidência de Cuba, por não se sentir em condições físicas para retornar ao cargo. A renúncia foi divulgada nesta terça-feira, 19, o que abre caminho para seu irmão Raúl, que está na presidência interinamente há um ano e meio, sucedê-lo na presidência com plena autonomia.

Na
mensagem publicada pelo jornal oficial do Partido Comunista Cubano, o Granma, Fidel disse que não aceitará o cargo de Presidente do Conselho de Estado, para o qual vinha sendo eleito e ratificado desde 1976, pois estaria traindo a sua consciência se ocupasse uma responsabilidade que requer mobilidade e entrega total, já que não está em condições físicas para assumir.

Com a renuncia de Fidel, o futuro do regime comunista cubano é duvidoso. Mas autoridades cubanas insistem em dizer que não haverá transição e que o sistema político e econômico socialista da ilha irá sobreviver a Fidel.

Raúl Castro, 76, foi durante muito tempo sucessor designado de Fidel, sendo o número dois da hierarquia de poder e ministro da Defesa. Ele ainda participou do movimento revolucionário que derrubou o ditador Fulgêncio Batista desde 1953.

Outro nome de confiança do ex chefe de Estado de Cuba é o pediatra de formação, Carlos Lage Davila, que se tornou conselheiro de Fidel nos anos 90, quando o país parou de receber subsídios anuais de até US$ 6 bilhões após o colapso da União Soviética. Nessa época, conhecida como "período especial", tanto ele quanto Raúl apoiaram as reformas que permitiram a abertura de pequenos negócios.

Mesmo Fidel renunciando à Presidência, ele permanecerá como membro do parlamento e provavelmente será eleito como um dos 31 membros do Conselho de Estado. E ainda manterá o poderoso cargo de primeiro-secretário do Partido Comunista de Cuba.



A vida e saúde do líder cubano


Desde agosto de 2006, Fidel Castro, 81 anos, estava afastado em virtude de uma operação. Ao se afastar do cargo ele delegou suas funções ao irmão mais novo, Raúl, que comanda o regime desde então.

Fidel comandou o regime cubano como primeiro-ministro por 18 anos, passando à Presidência do país por escolha da Assembléia, eleita após a aprovação da Constituição Socialista de 1976.

Ele chegou ao poder no dia de ano-novo de 1959 e transformou Cuba num Estado comunista a 145 km da costa dos EUA em plena Guerra Fria. O ousado líder guerrilheiro sobreviveu a dezenas de tentativas de homicídio, uma invasão apoiada pela CIA e uma crise de mísseis que colocou o mundo à beira de uma guerra nuclear.

Segundo Lula, presidente do Brasil, Fidel é um mito construído "às custas de muita competência, caráter, força de vontade e também de muita divergência, de muita polêmica".


LÍDER INTERINO
Raúl, de 76 anos, está há quase meio século como número dois de Fidel. Durante o tempo que vem substituindo interinamente Fidel, ele despertou em muitos cubanos, expectativas de melhorias econômicas e mudanças estruturais na ilha.

Visto tanto como um potencial reformista como um rígido militar, Raúl basea seu governo no debate e nas decisões coletivas. Se Fidel Castro sempre foi movido pelos problemas da humanidade, Raúl parece mais concentrado nas questões internas. Uma de suas prioridades é revigorar a agricultura para colocar mais alimentos na mesa dos cubanos e poupar para o país algumas centenas de milhões de dólares em importações.

Ao apresentar, no ano passado, seu programa de governo, Raúl admitiu que os salários são insuficientes, que são necessárias reformas estruturais e que a economia tem que se abrir ao investimento estrangeiro.

"São enormes os desafios que temos pela frente, mas ninguém dúvida da firme convicção demonstrada por nosso povo de que só o socialismo é capaz de vencer as dificuldades e preservar as conquistas de quase meio século de Revolução", afirmou Raúl.

O irmão mais novo dos Castros nasceu em 3 de junho de 1931 na fazenda de sua família em Birán, na província de Holguín, leste de Cuba. Raúl, convertido ao marxismo muito antes de seu irmão, foi visto no passado como um dogmático que aproximou Cuba da União Soviética.


Leia mais sobre o governo de Raúl e os momentos mais marcantes da carreira política de Fidel durante os 49 anos que se manteve como chefe de Estado de Cuba:



Galeria de fotos


Fidel quando estava à frente do governo de Cuba



Fidel Castro demonstrando não ter condições
para assumir à Presidencia